Visita do Senhor Embaixador a províncias de Benguela e Huambo

De Segunda-feira 15 a quinta-feira 18 de Maio de 2017, o Embaixador de França em Angola, Sylvain Itté, acompanhado duma delegação dos serviços da embaixada, deslocou-se a províncias de Benguela e do Huambo para lá se inteirar das perspectivas de cooperação nos domínios agrícolas e educativos e para manter encontros com quadros das empresas francesas da província de Benguela.

Encontro com o Senhor Governador de Benguela e visita da Cervejaria Castel de Soba Catumbela.

A delegação e o Embaixador de França mantiveram encontro com o Governador da província de Benguela, o Sr. Isaac Maria dos Anjos, com o qual foi salientado a forte presença da França no sector privado, nomeadamente no petrolífero. Os assuntos relacionados com as actividades industriais locais e regionais, os projectos urbanos e o turismo foram abordados durante este encontro de trabalho.

JPEG

A delegação francesa efectuou uma visita à Cervejaria Castel de Soba Catumbela, principal produtor de bebidas da zona dinâmica de Benguela-Lobito

JPEG

Visita do Porto Lobito e encontro com empresas francesas CMA-CGM, Subsea7 e Angoflex.

A delegação deslocou-se ao porto do Lobito na companhia das autoridades portuárias para percorrer as instalações das empresas CMA-CGM (empresas de transportes e de logística, em concessão com as autoridades angolanas para a gestão do porto), Subsea7 (empresa especializada na colocação em águas profundas) e Angoflex (joint-venture entre Technip e a Sonangol, especializada na fabricação de umbilicais).

JPEG

JPEG

Um encontro com os expatriados franceses da região teve lugar a noite no hotel Terminus do Lobito.

Encontro com o Senhor Governador do Huambo

A delegação e o Embaixador de França mantiveram encontro com o Governador da província do Huambo, o Sr. João Baptista Kussumua e os seus colaboradores. As acções de cooperação da França no domínio da formação agrícola na província foram abordadas no objectivo de prosseguir com os esforços consentidos e evocar as perspectivas em sectores agrícolas. Antiga grande cidade industrial do país, o forte potencial da cidade e da sua região foram o tema dos intercâmbios sobre o clima de negócios.

JPEG

Visita da barragem de N’Gove

Localizada a 119 km da cidade de Huambo na intersecção dos rios Cunene, Etembo e Cunhangamua, a central hidroeléctrica de N’Gove é um polo dinâmico para várias províncias do país. De uma capacidade de 60 megawatts com três turbinas Alstom de 20 megawatts cada, a barragem fornece energia para as províncias do Huambo e do Bié.

JPEG

Visita da Faculdade de Medicina Veterinária (FMV) da Universidade José Eduardo dos Santos (UJES)

A delegação esteve na Faculdade de Medicina Veterinária onde o arranque de um novo curso de formação em aquacultura foi implementado no âmbito do projecto FSP “Empregabilidade dos jovens, as parcerias público-privadas ao serviço da formação superior em Angola » em ligação com o Serviço de Cooperação e de Acção Cultural da Embaixada (SCAC) e o Ministério do Ensino Superior angolano.

JPEG

Visita da Faculdade de Ciências Agrárias (FCA) da Universidade José Eduardo dos Santos (UJES)

A visita do polo de Tecnologia alimentar co-financiado pela Embaixada de França no intuito de melhorar as aulas práticas do curso em Engenharia dos processos ajudou a perceber que os esforços feitos devem se manter.

A FCA está neste momento a procura de parcerias para fomentar campos de aprendizagem e desenvolver cursos de mecanização agrícola e de transformação agro-alimentar. A faculdade colabora por outro lado com o ISTAM (Instituto Superior de Tecnologia Agro-alimentar de Malanje), criado no âmbito do projecto FSP ANGOSUP da Embaixada de França com a colaboração do CIRAD.

JPEG

Visita do Instituto de Investigação Agronómica (IAA) de Huambo-Chianga

O IAA (Instituto de Investigação Agronómica) do Huambo é o principal instituto de investigação agronómica constituído duma rede integrada de 11 centros em todo o país. Na província do Huambo, o cultivo destacado que beneficia de trabalhos de investigação é o milho. Paralelamente, estudos são efectuados sobre o arroz, as leguminosas, o pasto e o trigo. A IAA confirmou o seu desejo em melhorar os rendimentos agrícolas levando em conta os meios limitados dos agricultores da zona. Esta visita ajudou a novamente constatar o grande potencial agrícola de Angola tanto a nível local quanto regional.

JPEG

Atualização : 08/06/2017

Princípio da página