O Grupo Total assinou dois acordos de relevo em Angola [fr]

A Embaixada da França em Angola congratula-se com os dois novos acordos assinados em Luanda a 16 de Dezembro de 2019 pelo Grupo Total: é mais uma ilustração do compromisso assumido pela França de permanecer presente e em desenvolver o engajamento económico em Angola.

O Grupo Total, operador do bloco 17, e os seus parceiros, assinaram um acordo com a companhia nacional angolana Sonangol e a Agência nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANPG), para o prolongamento de todas as licenças de produção no bloco 17 até 2045.

O grupo Total assinou também com a Sonangol um acordo para a aquisição das participações em duas novas licenças offshore nos blocos 20 e 21 (bacia do Kwanza) com vista a desenvolver um novo hub de produção. Nos termos deste acordo, a Total tornar-se-á o operador do desenvolvimento destes dois blocos, antes de criar uma empresa de exploração com a Sonangol, três anos após o início da produção.

Presente em Angola desde 1953, o Grupo Total emprega actualmente cerca de 1500 colaboradores. É o primeiro operador petrolífero do país, com cerca de 45% da produção de petróleo operada.

Atualização : 14/01/2020

Princípio da página