Entrevista com jogador de Basketball Valdelício Joaquim

JPEG
Valdelício Joaquim, 27 anos, 2,08 metros de altura, é jogador angolano na ProB de basquete. Integrou neste mês a equipa de basquete da cidade de Le Havre (Normandia, França) para participar no campeonato que começou o 3 de Março. Antes de ele ir para Francia tivemos o prazer de o receber na Embaixada. É actualmente um dos três jogadores profissionais angolano a jogar no estrangeiro.

Você vai integrar a equipa de basquete da cidade de Le Havre na França, como é que tomou a decisão de ir lá?

Foi uma proposta do meu agente de me mandar para Europa porque lá o basquete tem muita mais influência. Estava a jugar em Argentina onde fiquei seis meses. Decidimos que era melhor opção jugar em Europa porque oferecia melhor perspectiva.

Como soube que ia ser profissional?

Aos 12 anos comecei a jogar no Club Petro de Luanda. A decorrer o tempo fui convocado para jogar em muitas selecções. Depois 17 anos consegui oportunidade de estudar fora graças a uma bolsa da Universidade de Ohio nos Estados Unidos. Me formaram a jogar e estudar. Apareceram então varias oportunidades que me ajudaram a ser um bom jogador.

Já foi para França?

Nunca, será a minha primeira vez em França.

Quais as suas expectativas?

Quero chegar aos play-offs, ganhar mais jogos para a nossa equipa chegar na segunda posição. O campeonato começa já o 3 de Março.

Como está a situação do Basquete em França?

França a nível de Basquete está muito evoluído. Há muitos profissionais.

Qual pode ser a evolução do Basquete em Angola?

Muitas coisas têm que ser corregidas mas Angola tem muitos talentos. Com investimento, Angola podia ser uma potência no Basquete porque a equipa nacional de Angola é já umas das melhores equipas em África.

A nível nacional qual seria o seu sonho?

Os Jogos Olímpicos. Gostaria de representar o nosso país.

Atualização : 13/03/2018

Princípio da página