ESPECTÁCULO DE MALABARISMO: “MEMBRO FANTASMA” [fr]

A Aliança Francesa de Luanda em parceria com a Anim’Art-Casa das Artes e o Horizonte Njinga Mbande, organizará o espectáculo do artista francês Nicolas Longuechaud.

JPEG

Entre 2 e 6 de Dezembro, a Alliance Française de Luanda organizará espectáculos do artista francês Nicolas Longuechaud.
Um workshop também será realizado no Anim’Art para permitir o intercâmbio com actores angolanos.

JPEG

O Programa

2 DE DEZEMBRO |16h | ANIM’ART (CAZENGA)– Gratuito
3 DE DEZEMBRO |9h | WORSHOP NO ANIM’ART (CAZENGA) – Gratuito e reservado aos actores de Anim’Art
4 DE DEZEMBRO | 8h30 e 10h| ESCOLA FRANCESA (ZONA ESCOLAR 1 DE MAIO) – Gratuito e Reservado ao público escolar
5 DE DEZEMBRO |18h | CASA DAS ARTES (TALATONA) – Ingresso à venda – 3000 AOA
6 DE DEZEMBRO |16h e 20h |HORIZONTE NJINGA MBANDE (MACULUSSO) – Ingresso à venda - 1000 AOA

JPEG

O ESPECTÁCULO

Em membro fantasma, sozinho de frente para o espelho (s), Nicolas Longuechaud desenvolve usando pequenas bolas brancas, um trabalho de malabarismo sensível, as margens de malabarismo e ilusão de ótica.

Os espelhos como superfícies refletivas possibilitam a criação de novos espaços possíveis, oscilando entre o real e o improvável. O corpo do malabarista é um objeto de estudo, um experimento posto à prova de espelhos, do contorcionismo em que o artista se torna polimorfo e utiliza membros virtuais, balas que desaparecem durante sua trajetória ou parecem demais para ser manipulado.

Nicolas Longuechaud é um manipulador de ilusões. Através de uma pesquisa muito completa sobre anamorfoses e ilusões de ótica, este decompartimentaliza os limites do malabarismo tradicional, empurrando muito longe os perímetros de percepção e realidade.

JPEG

NICOLAS LONGUECHAUD

Ele formou-se na Academia Fratellini, Escola Superior de Artes do Circo e teve a oportunidade de apresentar o seu trabalho em cenas de prestígio (abertura Festival Mondial du Cirque de Demain, Le Channel cena National de Calais, La Brèche pôle cirque de Cherbourg) em festivais (Noites Fourvières, na Convenção Europeia de malabarismo, na Convenção nacional, de malabarismos e na Convenção de malabarismo Israel) em cabarés (Le plus grand cabaret du monde Zèbre de Belleville, Casino de Deauville), mas também na rua ou em chapiteau (chapiteau d’Adrienne Larue, compagnie Melem, cirque Zanzibar.

JPEG

Essas experiências permitiram-lhe criar dentro da sua companhia Longshow o seu primeiro espetáculo, "Opticirque" que recebeu o prêmio do júri do Festival au bonheur des mômes e o prêmio do público no Festival O4 vents à Paris.

Atualização : 27/11/2018

Princípio da página